Kit de
Resultados

Saiba os últimos resultados da Usiminas.

Kit do
Investidor

Monte o seu kit. Escolha e baixe os arquivos do seu interesse.

COTAÇÕES


Texto do Arquivo

                                                                             PARA
                                                                             DIVULGAÇÃO
                                                                             IMEDIATA
Contatos:

USIMINAS                                                                   Thomson
Financial/Carson
Breno Júlio de Melo Milton (bmilton@usiminas.com.br)                       Paulo
Esteves (paulo.esteves@thomsonir.com.br)
Luciana Valadares dos Santos (lsantos@usiminas.com.br)                     Tel.:
(11) 3848-0887
Douglas Lee Arnold (darnold@usiminas.com.br)                               Mariana
Crespo (mariana.crespo@tfn.com)
Matheus Perdigão Rosa (mprosa@usiminas.com.br)                             Tel.:
00 XX 1 (212) 701-1826
Tel: (31) 3499-8710        Fax: (31) 3499-9357



                           Receita Líquida e Geração de Caixa
                            Acumulam Ganho de 26% no Ano
Belo Horizonte, 13 de Novembro de 2001 ­ Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais
S/A - USIMINAS (BOVESPA: USIM3,
USIM5, USIM6; OTC: USNZY), anunciou hoje os resultados do terceiro trimestre
e do período de janeiro a setembro de
2001. As informações operacionais e financeiras da Companhia, exceto onde
estiver indicado de outra forma, são
apresentadas em Reais, conforme a Legislação Societária. Todas as comparações
realizadas neste comunicado levam em
consideração o mesmo período de 2000, exceto quando especificado em contrário.


"O resultado operacional que a USIMINAS vem apresentando em 2001 comprova o
acerto da estratégia traçada em
meados da década de 90. Priorizamos ampliação de capacidade, atualização
tecnológica, introdução de linhas adicionais e
de produtos de maior valor agregado, combinados a um austero programa de redução
de custos", avaliou Rinaldo Campos
Soares, diretor-presidente da Companhia. "Foi um resultado altamente positivo,
considerando-se o período em que
experimentamos uma variação cambial desfavorável, um ambiente econômico conturbado
e aumento nos custos de alguns
insumos", afirmou. "Estamos preparados para enfrentar eventuais novas retrações
do mercado interno no quarto trimestre
e, se necessário, exportar um pouco mais. Nossas prioridades são manter os
programas de otimização de produção,
gerenciamento de custos e redução do endividamento".